Teremos Startups bilionárias (unicórnio) brasileiras?

Unicórnio, no mundo Startup, é o termo utilizado para as startups que alcancem um “valuation” (valor de mercado) de US$ 1 Bilhão ou mais.

Segundo a lista do CrunchBase, atualmente são 208 Startups sendo apenas uma brasileira, a Decolar.com que atingiu essa marca após 17 anos da sua fundação.

Mas podemos muito mais, somos um povo criativo, que recebe bem as tecnologias e inovações. Temos um território continental e como todo país em desenvolvimento, muitos mercados para ser explorados.

Além disso, o ecossistema de Startups no Brasil está amadurecendo, e os investidores estrangeiros estão atentos a isso.

Na minha opinião, os 3 tipos de startups mais potenciais aqui no Brasil (utilizando os termos do mundo startup) são as FinTechs, as EdTechs, e as LogTechs (inventei agora esse termo).

FinTech – São startups de tecnologia com foco em Serviços Financeiros

As FinTechs já são realidade no Brasil e no Mundo. Em um mercado onde os processos formais e burocráticos são realidade até hoje, as startups encontram várias oportunidades, desde a evolução nas formas de pagamento até o simples uso do cartão de crédito.

Veja o fenômeno Nu Bank, através de uma solução simples, mas com um modelo de negócios focado no usuário (sem taxas, com boa usabilidade e excelente atendimento), é um potencial candidato ao próximo Unicórnio brasileiro. Sem contar as outras inúmeras startups de financeiras, câmbio, seguros, etc.

EdTech – São startups de tecnologia com foco em Educação

A educação precisa ser reformatada urgentemente. O modelo atual baseado na era Industrial, já não atende mais as necessidades do mundo atual e as expectativas das crianças e adolescentes que já nasceram conectadas.

Este mercado talvez demore um pouco mais, pois o ensino formal ainda é regulamentada pelo governo. Mas com certeza o novo público se engajará muito facilmente na startup que trouxer uma tecnologia que realmente lhe traga valor no conteúdo e na forma do aprendizado. Hoje já temos startups de destaques como o AppProva, Replay4me, MBA60 e a Geekie.

LogTech – São startups de tecnologia com foco em Logística

O Brasil é um país continental, com uma infraestrutura de transporte muito precária, e com o monopólio da ECT (Correios) para as entregas postais dificulta a competição no mercado de entregas de encomendas “Last Mile” (termo utilizado para designar o último trecho de um centro de distribuição até a entrega no destino). Tudo isso tem seu preço e quem paga por isso são os consumidores, por isso temos um frete tão caro. Com isso as LogTechs têm muitas oportunidades para melhorar e baratear esse mercado.

Com a precariedade do transporte hidroviário e do transporte ferroviário, nossas cargas são transportadas praticamente via rodoviário, o mais caro e o mais poluidor. Nesse mercado temos startups que vem revolucionando como o CargoX, Sontra Cargo e TruckPad. Já na parte de entregas, a Eu entrego, o Shippify e o Mandaê, são as que se destacam.

Enfim, independentemente da área, aquela empresa que realmente conseguir resolver um grande problema de forma escalável e inovadora tem grande potencial de se tornar um unicórnio. E convenhamos, o Brasil está cheio de grandes problemas para ser resolvidos!

Sucesso a todos.

Abs.,

Alex Kobayashi

Leave a Reply