Bater metas? Sim, mas planejar 2016 com certeza

Por Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil

Eduardo_Carvalho_2_0814_1

Já chegamos na reta final de 2015 e nessas últimas semanas as empresas focam todos os seus esforços em bater as metas. Mas, não se engane. Tão importante quanto cumprir os objetivos é dedicar este tempo, também, para planejar o próximo ano. Pensar nas ações sempre foi importante, mas, em tempos de economia instável, é crucial e pode determinar a diferença entre o sucesso e o fracasso.

É preciso definir bem o objetivo macro da companhia para o período e, com base nisso, arquitetar todas as ações e iniciativas importantes para chegar lá. E esse planejamento deve ir muito além da definição de orçamentos para áreas e iniciativas. É preciso pensar a estratégia de atuação da empresa – sempre levando em consideração variáveis como as previsões econômicas, por exemplo.

Se sua companhia oferece produtos e serviços, comece o planejamento com um balanço. Avalie aplicar uma pesquisa de satisfação, mesmo que seja apenas com alguns poucos clientes-chave. Ninguém melhor para avaliar suas ofertas do que quem as consome. Esta é a melhor forma de descobrir pontos de melhoria, avaliar erros e programar como corrigi-los no ano que vem.

Outro ponto importante é analisar, também, o clima interno. Empresas de sucesso trabalham com um tripé fortalecido formado por pessoas, tecnologia e processos. Estas três bases devem sempre seguir as crenças e valores da companhia. Só com esse alinhamento e alto nível de qualidade será possível garantir suporte para uma trajetória de sucesso. Um ambiente estimulado oferece mais possibilidades para boas ideias e ações proativas. O autor Jim Collins, considerado uma das referências quando o assunto é gestão, diz que muitas organizações acreditam em atalhos e não têm paciência para construir algo grande. Lapidar talentos faz parte do caminho.

E sobre os processos da companhia? Sua empresa realiza muitas tarefas manualmente? É um desperdício de tempo e, acima de tudo, de inteligência. Planeje automatizar o maior número de procedimentos possível. Só assim sua equipe poderá focar em ações mais estratégicas e contribuir para o crescimento da organização. E, acredite, este é um investimento que realmente vale a pena. Focar em seu core business deve ser o principal objetivo sempre.

Pensando nesta linha é importante avaliar terceirizar, por exemplo, sua infraestrutura de tecnologia da informação. Esse aporte é igualmente eficaz pois proporciona redução considerável de custos no médio e longo prazo. Lembre-se sempre: tudo o que não for o core business da sua companhia pode e deve ser delegado à especializadas. Só assim sua equipe será cada vez mais estratégica. E times mais focados trazem resultados mais expressivos.

Pontue acertos, erros, imprevistos e avaliações de 2015. Este é o começo de um bom planejamento. Depois arregace as mangas e descubra como aperfeiçoar tudo isso. Mas não deixe de envolver sua equipe. Pessoas engajadas caminham melhor em direção da meta quando são envolvidas desde o momento zero.

Leave a Reply