Afinal o que é uma startup?

É um termo bem comum de se ouvir atualmente, mas afinal o que é uma startup?

Nos EUA, este termo sempre foi muito comum ao se referir a uma empresa  recém-criada e em fase de desenvolvimento. Porém, ficou conhecido aqui no Brasil durante a bolha da internet (1996 – 2001).

“Uma startup é uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de constituição, que conta com projetos promissores, ligados à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras.” – Wikipedia

Atualmente, é considerada uma startup uma nova empresa, constituída ou não, desenvolvendo um modelo de negócio repetitível e escalável, e inovador. Sempre envolvendo um cenário de grande risco, pois a busca desta inovação e do modelo de negócio não existem ou não foram “testados” no mercado.

Esta busca no cenário de incerteza, que caracteriza uma startup, também nasce a necessidade de se capitalizar, para que seja possível a sobrevivência da startup até o amadurecimento do modelo de negócio e do retorno financeiro. Com isso os investimentos de riscos aparecem para apostar nas empresas, ou ideias que podem causar uma ruptura de algum mercado ou até mesmo a ruptura de um comportamento comum.

Como qualquer investimento de risco, o retorno é alto, mas somente quando ela acontece. Muitas das startups não passam dos seus primeiros anos de vida, mostrando que o produto “inovador” ou o modelo de negócio, não se mostraram viável.

O termo startup não é exclusividade de empresas de tecnologia, mas como é muito mais barato empreender neste mercado, acabam criando esta impressão. Mas pode ser muito bem utilizada por qualquer empresa que se enquadre nessas principais características.

Pensando em empreender?! Pense na sua startup e mãos à obra!

Sucesso!

Abs,

Alex Kobayashi

Leave a Reply