Gestão de Pessoas

Qual a atenção que você dá para Gestão de Pessoas? Você se preocupa com isso?

Não importa qual a sua função ou posição na empresa, mas isto é fundamental para que os seus objetivos sejam alcançados.

Eu acredito que este tema é fundamental para a sua empresa (ou para a empresa que você trabalha), e ainda mais, para a sua carreira.

Eu acredito que a gestão de pessoas não seja apenas para quem tem “subordinados”. Você faz a gestão de pessoas quando interage com outras pessoas da equipe, quando trata com pessoas de outras áreas, até com seu chefe!! E é o que a maioria sabe fazer, gestão do chefe..rs

Pessoas insatisfeitas não produzem o quanto poderiam, isto é fato.

Não tão longe, na era industrial, as pessoas eram apenas mais uma peça nos processos produtivos, onde poderíamos ser “trocados” por outro. Já nos dias de hoje, tudo depende de pessoas. Hoje temos grande influência no sucesso ou fracasso, de uma empresa. De que adianta uma boa ideia, se não conseguir colocá-la em prática? Ou um bom produto, se não conseguir vendê-la ou fazer com que outras pessoas vejam valor nela?

Se no passado o foco e o investimento eram em processos e máquinas, agora dever ser nas pessoas. Os processos e as máquinas determinavam a produtividade das empresas, hoje as pessoas motivadas e felizes podem produzir muito mais.

Produzir resultados, produzir idéias, produzir inovações.

Então porque tratá-las como recursos? Trate-as como pessoas, entendendo quais são suas expectativas, suas aspirações, os seus problemas, e principalmente o que deixam ela feliz.

Claro que o salário é importante, mas hoje é muito visível que itens como a qualidade de vida, clima organizacional, crescimento e aprendizado, tem sido responsável por grande parte da retenção dos bons profissionais ou na escolha de uma empresa nova para se trabalhar.

Li em um artigo que o gestor deve trabalhar na gestão de pessoas baseada em quatro importantes itens:

  • Seleção: o líder deve escolher as pessoas certas para cada um dos papéis que deseja preencher;
  • Clareza: deixe claro o papel de cada colaborador e como os pontos fortes de cada um deles contribuem em sua concepção do que é o sucesso;
  • Engajamento: o gestor deve perceber que fatores motivam e estimulam os pontos fortes de cada colaborador, assim como ocorrências que possam disparar suas fraquezas;
  • Aceleração: conhecidas as virtudes e fraquezas de cada um dos membros da equipe, o gestor deve proporcionar aceleração, concedendo aquilo que motive e removendo obstáculos que levem à exposição de fraquezas.

Aliás, recomento a todos a leitura deste pequeno texto da HSM:

http://www.hsm.com.br/editorias/gestao/desenvolvimento-humano-e-chave-dos-futuros-modelos-de-gestao

Abs,

Alex

Leave a Reply